www.sebraeap.blogspot.com.br - Divulgação das ações do Sebrae Amapá e seus parceiros.

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Conselho Deliberativo do Sebrae empossa novos membros nesta quarta (21)


Os membros empossados cumprem período de vigência do mandato, do atual presidente do Conselho no triênio 2015/2018

Andréa Maciel

O Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amapá (CDE/Sebrae/AP) empossa três (3) novos membros nesta quarta-feira (21), às 16h30, na sede do Sebrae em Macapá, na Sala de Reuniões Marco Zero. Serão empossados os titulares Jaime Domingues Nunes, pela entidade Associação Comercial e Industrial do Amapá (ACIA), Jorge Elson Silva de Souza, pela entidade Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa) e o suplente Marcelo de Jesus da Veiga Carim (Iepa).

O CDE é o órgão de direção superior do Sebrae que detém o poder de decisão da entidade. Composto por 15 membros, os conselheiros têm a competência, entre outras, de eleger o presidente; os diretores executivos e os conselheiros fiscais do Sebrae no Amapá, aprovar a discriminação das unidades e fixar a remuneração dos dirigentes.

O presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amapá, Mateus Silva, comemora a posse dos novos conselheiros pelas experiências e competências que cada um possui.

“Eles contribuirão para cumprirmos com a missão da instituição, do setor econômico e principalmente para o pequeno empreendedor. Os novos membros trarão um imenso legado contributivo, pois sem exceção, possuem grande visão estratégica, crítica e sugestiva, características que são de extrema relevância para o desempenho dos trabalhos no CDE”, disse o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amapá, Mateus Silva.

O empresário Jaime Domingues Nunes, substitui o empresário Alfeu Adelino Dantas Júnior; Jorge Elson Silva de Souza (Iepa), substitui o conselheiro titular Wagner José Costa e Marcelo de Jesus da Veiga Carim substitui a suplente Mary de Fátima Guedes dos Santos.

Legado

O empresário Jaime Domingues Nunes, retorna ao CDE/Sebrae, depois de 4 anos atuando como presidente por dois mandatos nos biênios 2003/2004 e 2005/2006. Como membro do Conselho permaneceu até o ano de 2014.

Os novos membros do CDE, Jorge Elson Silva de Souza e Marcelo de Jesus da Veiga Carim, compõem os cargos de titular e suplente, respectivamente, de forma inédita.

O mandato dos novos conselheiros equivale ao período de permanência do presidente em exercício, neste caso o atual presidente do Conselho Deliberativo Estadual é o empresário Mateus Silva, que responde pelo mandato no quadriênio 2015/2018.

Serviço:
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap
Share:

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Sebrae e empresários discutem estratégias para setor de gastronomia no Amapá




Em reunião os empresários atendidos pelo Projeto do Sebrae Alimentação Fora do Lar traçam estratégias para o ano de 2018, visando o desenvolvimento do setor

Andréa Maciel

Pelo terceiro ano consecutivo, o Sebrae reúne empresários e parceiros do setor de alimentação do Estado para elaborar um Plano Estratégico de ações a serem executadas no ano em vigência, por meio do Projeto Alimentação Fora do Lar (AFL). O encontro denominado de Alinhamento Estratégico tem como objetivo incentivar o crescimento e o desenvolvimento dos pequenos negócios deste setor, apostando no diferencial mercadológico.

Os consumidores estão cada vez mais exigentes, levando o empresário a repensar seus posicionamentos, se reposicionar estrategicamente, sair da zona de conforto, além de agregar valor ao que já apresenta. Assim, faz-se necessário a elaboração de medidas que atendam as necessidades dos clientes, dos empresários e consequentemente traga avanços para o setor gastronômico.

“Esta mudança no comportamento dos consumidores contribui para que o universo da alimentação atual seja marcado por conquistas dificilmente pensadas em outrora. No cenário amapaense, a gastronomia vem passando por um processo de transformação. Novos modelos de negócios são criados, outros se modernizam para atender e acompanhar as principais tendências de mercado”, afirma da analista técnica do Sebrae no Amapá, Nelma Pires.

Para o sócio e proprietário da Casa do Sorveteiro, Uiliam Lourenço é necessário acompanhar as mudanças e tendências na gastronomia mundial e local.

“No Amapá, as empresas de alimentação fora do lar estão vivenciando muitos avanços para atender o novo perfil do consumidor cada vez mais voltado à valorização da experiência e preocupado com a origem dos alimentos. É nossa missão pensar e desenvolver coletivamente novas estratégias para o setor, com isso otimizamos tempo, recursos e competências”, colabora o sócio e proprietário da Casa do Sorveteiro, Uiliam Lourenço.

Resultado

Após a conclusão da reunião, o Plano Estratégico foi definido com um conjunto de ações, como cursos, consultorias, missões, festivais e feiras, identificadas de acordo com as necessidades dos empresários atendidos pelo Projeto AFL e que serão desenvolvidas no decorrer do ano de 2018, de forma planejada e com foco nos resultados.

O Encontro de Alinhamento Estratégico aconteceu no dia 06 de fevereiro, das 15h às 17h, na sede do Sebrae em Macapá, na sala Ferreira Gomes), com a presença de empresários da gastronomia amapaense e instituições parceiras do projeto.

Serviço:
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap
Share:

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Sebrae reúne com empresários contemplados com o Selo Amapá








O encontro aproxima os empresários que receberam o Selo Amapá de identificação de Produtos para que junto ao Sebrae e a ACIA encontrem as oportunidades de mercado

Andréa Maciel

Empresas que passam a utilizar o Selo de identificação de Produtos do Amapá participam de reunião com o Sebrae e a Associação Comercial e Industrial do Amapá (ACIA). O objetivo é colocar as duas instituições à disposição das 23 empresas, para que juntos possam desenvolver medidas que levem ao aquecimento da economia no estado.

Durante a reunião, as empresas expõem as oportunidades de mercado. O Sebrae e a ACIA se colocam à disposição para atendê-los em várias capacitações, entre elas, inovação e tecnologia, gestão, mercado e políticas públicas.

“Estamos muito felizes em ter participado da elaboração deste selo e ver empresas sendo reconhecidas pela luta e compromisso de cada uma, pois sou um empresário que luta a muitos anos e estou aqui. Queremos ajudá-los a conseguir melhores fornecedores, aperfeiçoar o relacionamento em negócios, alcançar um nível de qualidade competitivo com qualquer outro produto. Por isso, propomos este diálogo”, explica o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amapá, Mateus Silva.

Para o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga, o encontro promove o estreitamento da relação do Sebrae com os empresários, colocando a instituição a disposição para ouví-los e apoiá-los.

“Quando estamos produzindo, estamos transformando e assim começamos a nos libertar da dependência dos produtos de outros estados, pois somos um estado que importa mais de 90% daquilo que consome e temos condições de mudar este cenário. Hoje o Amapá possui alguns instrumentos que o coloca na vanguarda, como a parte comercial que é a Área de Livre Comércio e a Zona Franca Verde. Não podemos ficar só com o Selo, temos que fazer com que este item se sobressaia, para que torne-se uma ferramenta inicial que vai mudar o estado. Queremos estreitar a relação com os empresários e nos colocar à disposição”, afirma o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga.

Em meio a conversa, os empresários apontam diversas oportunidades onde gostariam de obter auxílio, dentre eles, estão a necessidade de certificações, a união das instituições parceiras e as empresas, incentivo para aproximar a comunidade acadêmica e os empresários, saber identificar as oportunidades, possibilidade dos supermercados permitirem a comercialização de produtos locais e realização de grupos de trabalho.

“Este é o momento para que possamos ouvir os empresários, a necessidade para ampliar o mercado, seja em nível local ou regional. Saber as expectativas, os planos após a contemplação de uso do Selo para que vejamos onde podemos contribuir. O Sebrae é uma entidade de apoio, de conhecimento para as empresas e esse conhecimento é basicamente voltado para a gestão, especialmente para o micro e pequeno negócio que tem o desafio de acumular várias funções gerencias. Temos diversos instrumentos para auxiliá-los, como cursos, capacitações, eventos e consultorias em diversas áreas”, declara a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Isana Alencar.

O presidente da ACIA, Jaime Nunes, explica que é necessário ouvir os empresários para poder trabalhar em favor deles. “Quero escutar um pouco cada empresário, para conhecer as dificuldades e anseios. Assim podemos nos unir para superar os obstáculos. Sabemos que existem vários obstáculos nesse caminho empresarial e este é o momento de nos unirmos para superar os entraves. Temos que valorizar a produção local e sei que deste encontro surgirão novas ideias. Acredito que sozinhos não conseguimos fazer muita coisa, mas juntos, teremos voz”, finaliza o presidente da ACIA, Jaime Nunes.

Selo Amapá

O Selo Amapá foi elaborado pelo Governo do Estado do Amapá (GEA), por meio da Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá (Agência Amapá), em parceria com as instituições Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae); Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amapá (Fecomércio-AP) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). O lançamento e entrega aos empresários aconteceu no dia 30 de janeiro de 2018.

Empresas

A reunião contou representantes das empresas Tempero Amazônico, Vó Jacira, Trina Cervejaria, QSabor, Produtos Katarina, Polpa Linha do Equador, Distribuidora Milla Alimentos, Distribuidora Liderança Eireli-ME, Jo.com.frutos do Mar, Gelaaado, Fitoderme, Laticínios Três Amores, Empório Amazônia, Casa do Pescado Rio Jordão, Café Grão de Ouro, Betânia Pães, Argamassas do Amapá, Amapá Sorvetes, Amazon Center, Empório Miranda, Soreidom Brasil, Farmafórmula e Semente do Bem.

Próximo Passo

Após a reunião será criado um Grupo de Trabalho composto pelos empresários para discutir e dar os devidos encaminhamentos às questões que necessitam de apoio das instituições governamentais.

A reunião ocorreu na última quarta-feira, 7 de fevereiro, às 16h, na sede do Sebrae em Macapá, na Sala do Conhecimento.

Serviço:
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap

Share:

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Sebrae contribui para Marco Legal no Amapá





Durante a construção do Marco Legal, a Sete busca a colaboração do Sebrae para aprimorar a minuta do documento, outras entidades participam da finalização

Andréa Maciel

O Sebrae no Amapá e a Secretaria de Ciência e Tecnologia (Setec) promovem reunião sobre o Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Amapá. O Marco Legal busca agilizar e desburocratizar os processos para facilitar a interligação, cooperação e troca de informações entre setor público, setor privado e mercado. O documento promove o suporte necessário para o desenvolvimento da inovação e do empreendedorismo no setor produtivo. O Sebrae acrescentará sugestões, no documento, com base na expertise da instituição.

“Este encontro é importante para agregar conhecimento e obter o sucesso do Marco Legal. Quando agregamos um grupo diverso em torno de algo, construímos uma base sólida. Saber que as pesquisas acadêmicas podem vir a ajudar os empresários no futuro, graças a esta interligação, é muito bom, pois a demanda existe, mas precisamos que essas pesquisas sejam disseminadas, tornem-se acessíveis ao empresário e a população para que se transforme em soluções”, disse o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga.

O secretário de Estado de Ciência e Tecnologia (Setec), Rafael Pontes, afirma que todo este processo trará resultados a médio e longo prazo, por isso busca o olhar específico de instituições como o Sebrae.

A diretora técnica do Sebrae no Amapá, Isana Alencar, ressalta a necessidade de inserir a educação neste projeto, pois é por meio dela que vem grande parte do conhecimento das crianças e elas precisam conhecer as tecnologias que farão parte do futuro, para que possam dar seguimento ao avanço trabalhado hoje.

A minuta do Marco Legal está disponível para consulta da população, empresários e demais instituições para que possam conhecê-la e auxiliar no aperfeiçoamento, no endereço eletrônico da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec): www.setec.ap.gov.br.

As sugestões e contribuições para a construção da proposta final da minuta do Marco Legal devem ser enviadas à Setec, até o dia 15 de fevereiro. Após apreciação e aplicação das devidas alterações, a minuta será encaminhada para a Assembleia Legislativa do Amapá (Alap).

Autoridades

A reunião contou com as presenças do presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amapá (CDE/Sebrae/AP), Mateus Silva, diretor-superintendente do Sebrae, João Carlos Alvarenga, diretor de administração e finanças do Sebrae, Waldeir Ribeiro, diretora técnica do Sebrae, Isana Alencar, titular da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec/AP), Rafael Pontes e a gerente do Núcleo de Gestão Tecnológica e Inovação da Setec, Daniela Fortunato.

A reunião entre Sebrae e Setec ocorreu nesta quarta-feira, 7 de fevereiro, às 9h, na sede do Sebrae em Macapá, na Sala do Conhecimento.

Serviço:
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap
Share:

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Dirigente do Sebrae compõe banca de TCC sobre Petróleo





Estudante do curso de Relações Internacionais da Unifap aborda a exploração do Petróleo no estado e convida o dirigente do Sebrae para compor a banca devido a atuação da instituição sobre o tema

Andréa Maciel

Com o título ‘Possíveis Cenários de Impactos Socioeconômicos Causados pela Exploração Petrolífera na Costa do Amapá’, o acadêmico do Curso de Relações Internacionais, da Universidade Federal do Amapá (Unifap), Wendesom Alves de Souza, convida a diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga, para compor a banca julgadora, na apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

O Crescimento econômico e populacional, a infraestrutura urbana e o saneamento básico, são alguns dos pontos elencados no trabalho do acadêmico, Wendesom Alves de Souza, com o objetivo de abordar as possíveis consequências tanto positivas, quanto negativas, na exploração petrolífera no estado do Amapá. O acadêmico concentra a análise em dois estudos de caso, o município de Macaé, no Rio de Janeiro e a cidade de Comodoro Rivadavia, principal centro urbano da província de Chubut, na Argentina.

Na avaliação, o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga, elogia a iniciativa e a coragem do estudante em abordar o petróleo como tema de TCC, devido ser um assunto novo para os amapaenses, mas que precisa ser discutido. Como ponto a ser melhorado, ele sugere que o estudante aborde mais a realidade do Amapá, pois o estado é o foco do tema principal, mas pouco explorado no conteúdo do trabalho.

“Falar de Macaé e de Comodoro é importante, pois são grandes exemplos do que pode acontecer no processo de exploração do Petróleo, mas é necessário abordar a realidade do Amapá, pois cada estado é diferente. Somos o estado amazônico com cobertura florestal mais bem preservada do país, mas do que adianta esse posto se vivemos com tantas dificuldades? Temos que explorar nossas riquezas e proporcionar uma vida melhor para o povo amapaense, porém de forma sustentável e consciente”, observa o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga.

Banca/TCC

Compõem a banca de avaliação do TCC, o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga; o professor Milton Deiró de Mello Neto, ambos como convidados e o professor orientador do trabalho que preside a banca, Tiago Luedy.

A defesa do Trabalho de Conclusão de Curso do acadêmico Wendesom Alves de Souza, ocorreu nesta quarta-feira, 20 de dezembro, às 10h, na sede da Universidade Federal do Amapá (Unifap), na sala da Pró Reitoria de Graduação (Prograd).


Serviço:
Sebrae no Amapá
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap
Share: