www.sebraeap.blogspot.com.br - Divulgação das ações do Sebrae Amapá e seus parceiros.

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Dirigente do Sebrae compõe banca de TCC sobre Petróleo





Estudante do curso de Relações Internacionais da Unifap aborda a exploração do Petróleo no estado e convida o dirigente do Sebrae para compor a banca devido a atuação da instituição sobre o tema

Andréa Maciel

Com o título ‘Possíveis Cenários de Impactos Socioeconômicos Causados pela Exploração Petrolífera na Costa do Amapá’, o acadêmico do Curso de Relações Internacionais, da Universidade Federal do Amapá (Unifap), Wendesom Alves de Souza, convida a diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga, para compor a banca julgadora, na apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

O Crescimento econômico e populacional, a infraestrutura urbana e o saneamento básico, são alguns dos pontos elencados no trabalho do acadêmico, Wendesom Alves de Souza, com o objetivo de abordar as possíveis consequências tanto positivas, quanto negativas, na exploração petrolífera no estado do Amapá. O acadêmico concentra a análise em dois estudos de caso, o município de Macaé, no Rio de Janeiro e a cidade de Comodoro Rivadavia, principal centro urbano da província de Chubut, na Argentina.

Na avaliação, o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga, elogia a iniciativa e a coragem do estudante em abordar o petróleo como tema de TCC, devido ser um assunto novo para os amapaenses, mas que precisa ser discutido. Como ponto a ser melhorado, ele sugere que o estudante aborde mais a realidade do Amapá, pois o estado é o foco do tema principal, mas pouco explorado no conteúdo do trabalho.

“Falar de Macaé e de Comodoro é importante, pois são grandes exemplos do que pode acontecer no processo de exploração do Petróleo, mas é necessário abordar a realidade do Amapá, pois cada estado é diferente. Somos o estado amazônico com cobertura florestal mais bem preservada do país, mas do que adianta esse posto se vivemos com tantas dificuldades? Temos que explorar nossas riquezas e proporcionar uma vida melhor para o povo amapaense, porém de forma sustentável e consciente”, observa o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga.

Banca/TCC

Compõem a banca de avaliação do TCC, o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga; o professor Milton Deiró de Mello Neto, ambos como convidados e o professor orientador do trabalho que preside a banca, Tiago Luedy.

A defesa do Trabalho de Conclusão de Curso do acadêmico Wendesom Alves de Souza, ocorreu nesta quarta-feira, 20 de dezembro, às 10h, na sede da Universidade Federal do Amapá (Unifap), na sala da Pró Reitoria de Graduação (Prograd).


Serviço:
Sebrae no Amapá
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap
Share:

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Resultados do Projeto Alimentação Fora do Lar são avaliados positivamente




Comitê Gestor e empresários reúnem para avaliar as ações do Projeto Alimentação Fora do Lar do Sebrae em 2017 e comemoram os resultados

Andréa Maciel

O Comitê Gestor do Projeto do Sebrae Alimentação Fora do Lar (AFL) e empresários no setor, reúnem durante 2ª Avaliação Intermediária. O objetivo é avaliar as ações e atividades desenvolvidas em 2017, para identificar junto aos empresários e parceiros institucionais, as possíveis mudanças necessárias, revisão e atualização do projeto para 2018, visando alcançar os objetivos estabelecidos.

O encontro é estruturado em dois (2) momentos distintos, porém integrados. O primeiro momento, é destinado a apresentação e pronunciamento dos participantes e em seguida, acontece o segundo momento, com a prestação de contas da execução em 2017.

Durante os pronunciamentos, o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga e a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Isana Alencar, ressaltam que 2017 foi um ano diferenciado, com muitos desafios, porém todos superados. Segundo eles, o Sebrae está sempre aberto às contribuições dos empresários e parceiros para alcançar o objetivo de fortalecer o segmento de alimentação no estado do Amapá.

O gerente comercial da Empresa Casa do Sorveteiro, Gilmar Gasques, enfatiza a necessidade de união e contribuição dos empresários, aliado às ações de sucesso planejadas pelo Sebrae e parceiros, para que grandes e significativos avanços no setor sejam possíveis.

Para o empresário Rodrigo Silva, da Empresa Pastelaria do Goiano, o Projeto do Sebrae AFL foi um divisor de águas tanto na vida pessoal, quanto empresarial. “Eu estava desmotivado. Quando comecei a participar das ações do projeto, encontrei mais ânimo e motivação para continuar com meu empreendimento no mercado. O curso de gestão estratégica de vendas possibilitou olhar minha empresa sob uma nova perspectiva e isso eu encontrei aqui no Sebrae. Cada oportunidade é um mundo de novas possibilidades e aprendizados”, declara o empresário Rodrigo Silva, da Empresa Pastelaria do Goiano.

A analista técnica do Sebrae no Amapá, Nelma Pires, ressalta a iniciativa de todos os envolvidos e a superação dos desafios na busca por atingir as metas estabelecidas em cada ação do projeto. Nelma Pires, destaca ainda, os indicadores alcançados, como por exemplo, as horas de consultorias do Programa Sebraetec que foram superadas devido à grande procura dos empresários por ações que impactam positivamente no processo de modernização dos pequenos negócios.

A gerente da Unidade de Atendimento Coletivo Comércio e Serviço (UAC-CS/Sebrae), Denise Nunes, explica que com base nas percepções de caráter avaliativo e partindo do olhar dos empresários e parceiros, é possível avaliar o projeto de forma madura e responsável. As contribuições dos participantes durante o encontro, contribuem para a revisão/modernização do Projeto Alimentação Fora do Lar, “nos dando a condições para adotarmos as medidas de gestão necessárias ao alcance dos resultados estipulados para 2018 e manter o projeto atualizado de acordo com o cenário atual, correspondendo as reais necessidades do empresariado”, finaliza a gerente da UAC-CS/Sebrae, Denise Nunes.

Ações

Durante a 2ª Avaliação Intermediária do Projeto Alimentação Fora do Lar, foram destaques as ações: Festival Brasil Sabor, Virada Empresarial, Missão Fispal 2017, Festival Degust Amapá e Chef’s na Praça, aproximação do Sebrae com as empresas, relacionamento entre as instituições parceiras do projeto e as consultorias Sebraetec.

Participantes

Participaram do encontro empresários e representantes das instituições parceiras de apoio ao setor no Amapá: Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae/AP), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Associação de Bares e Restaurantes (Abrasel), Casa do Sorveteiro, Villa Nova Shopping, Perla Araújo Consultoria em Marketing.

A 2ª Avaliação Intermediária do Projeto Alimentação Fora do Lar, foi realizada no dia 13 de dezembro de 2017, das 15h às 17h, na sede do Sebrae no Amapá, na Sala de Reuniões do Conselho Deliberativo Estadual (CDE). Para o início do mês de fevereiro de 2018, está agendado o Encontro de Planejamento do Projeto Alimentação para o ano em vigência.

Serviço:
Sebrae no Amapá
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap
Share:

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Excelência na Gestão e Relacionamento com as MPEs reúne os dirigentes dos Sebraes em Brasília













 










 A FNQ aponta que o Sebrae no Amapá cresceu 70 pontos em 2017 e obteve a média geral de 525 pontos. Outro tema prioritário foi a nova Plataforma Digital que estabelece a atuação do Sistema Sebrae num relacionamento com os empresários de pequenos negócios na era digital

Denyse Quintas

O Sebrae Nacional reúne em Brasília dirigentes da instituição de todo o país para eventos estratégicos de gestão e atuação no Sistema, entre eles, reunião da Diretoria Administrativa; entrega do Relatório da Avaliação Assistida do Programa Sebrae de Excelência na Gestão (PSEG) e Reunião da Associação Brasileira dos Sebraes (Abase). Os eventos ocorreram na sede do Sebrae Nacional, nos dias 4 e 5 de dezembro, das 9h às 20h.

Share:

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Atividades do Projeto Cadeia do Trigo encerram com avaliação geral

O projeto desenvolve ações que contribuem com o crescimento dos empresários no segmento de panificação e confeitaria no Amapá
Beatriz Moura

O Projeto Cadeia do Trigo tem como objetivo elevar a produtividade e a competitividade das microempresas, empresas de pequeno porte e microempreendedores individuais da cadeia de alimentos e bebidas, nos segmentos de panificação e confeitaria. No encerramento das ações de 2017, a gestora e parceiros do projeto realizam uma avaliação das atividades no setor.

Share:

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Sebrae realiza formatura com 260 participantes do Projeto Jovem Descolado





















O Projeto Jovem Descolado encerra o primeiro ano de execução com mais de 85% de jovens concluintes

Andréa Maciel

A 1ª edição do Projeto Jovem Descolado encerra as atividades de 2017, formando 260 estudantes, entre 16 e 24 anos. O projeto é realizado pelo Sebrae em parceria com a Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (SETE). O objetivo é capacitar gratuitamente os jovens amapaenses para que aprimorarem os conhecimentos que possuem e estejam preparados para entrar no mercado de trabalho.

As capacitações iniciaram em agosto, com 300 jovens, dividida em 3 módulos: Módulo I – Capacitação Comportamental, Módulo II – Capacitação Empreendedora e Módulo III – Capacitação de Técnicas Comportamentais. As aulas encerraram em outubro com o índice de mais 85% de permanência dos estudantes. Estes 260 participantes recebem o certificado de conclusão do Jovem Descolado, durante solenidade de formatura.

“Fico muito satisfeito em participar desta solenidade, pois é com muita alegria e entusiasmo que vejo a qualidade dos conteúdos dos módulos elencados neste projeto. Ele vai além de apenas técnicas, elencando competências, atitudes e posicionamentos diante do mercado. Nós estamos preparando pessoas de forma condizente com as necessidades e demandas atuais. Quero parabenizar as equipes envolvidas na elaboração do projeto e dos conteúdos, pois precisamos criar os nossos próprios empregos e estamos semeando essa cultura do empreendedorismo, preparando o nosso estado para o desenvolvimento futuro”, afirma o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amapá, Mateus Silva.

O diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga, parabeniza a iniciativa dos jovens que buscaram a qualificação, por meio do projeto. “Esses jovens formandos tiveram iniciativa, criatividade, superaram desafios, tiveram atitude, pois nada disso seria possível sem que eles agissem e buscassem se capacitar. Quero agradecer a deputada Luciana Gurgel e ao deputado Vinícius Gurgel, pois viram no projeto uma oportunidade e acreditaram na ideia do Sebrae. Quem está mais preparado, capacitado e busca por conhecimento é aquele que vai se destacar ao concorrer a uma vaga de trabalho. Os jovens que participaram do projeto, com certeza melhoraram a empregabilidade deles e este é somente o primeiro passo”, declara o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga.

Durante pronunciamento, a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Isana Alencar, comemora a conclusão do primeiro ano do Projeto Jovem Descolado, com tantos estudantes aptos a receberem o certificado e espera que no próximo ano, mais jovens alcancem este objetivo.

“O Sebrae avalia de forma muito positiva o Projeto Jovem Descolado. Ele foi uma iniciativa inédita que surgiu ao pensarmos numa alternativa para que o jovem pudesse ter acesso a cursos e não somente cursos que falassem de empreendedorismo, mas que trouxessem uma visão ampliada de mercado, que avaliasse os aspectos comportamentais, pois o grande diferencial do profissional atual não é aprender somente técnicas, mas principalmente ter habilidade e inteligência emocional para desempenhá-las. Queremos que esse jovem que ainda não teve uma oportunidade de trabalho, possa ir para o mercado com uma qualificação de qualidade e que com os horizontes ampliados para que perceba que pode empreender, por meio de projetos sociais, abrindo uma empresa, e não pensar somente em ser um servidor público. Ano que vem queremos realizar a segunda edição desse belo projeto”, finaliza a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Isana Alencar.

Parceiros

A secretária adjunta da SETE, Luciana Araújo também esteve presente na solenidade e enfatiza a satisfação em ver o resultado do projeto que apoiou e acreditou. Para ela, os jovens participantes do projeto estão aptos a entrar no mercado de trabalho, pois já deram o primeiro passo e mais importante, buscaram qualificação.

O projeto Jovem Descolado atende ao requerimento 1566/17 de autoria da deputada estadual Luciana Gurgel, que durante a cerimônia de formatura exalta o esforço de cada estudante formando, que não desistiu durante o percurso, superou as dificuldades e venceu mais esta etapa da vida.

O deputado federal Vinicius Gurgel fez questão de cumprimentar os formandos e discursar palavras de incentivo aos futuros profissionais. Ele citou alguns exemplos de pessoas que conhece, que hoje são empresários de sucesso, mas que tiveram um caminho longo de aprendizado e dedicação até alcançar seus objetivos.

O evento contou ainda com a presença da gerente da Unidade de Educação Empreendedora do Sebrae, Elisangela Ramos e da coordenadora do Projeto Jovem Descolado, Renê Barbosa.

A cerimônia de formatura do projeto Jovem Descolado ocorreu no dia 11 de dezembro das 15h às 17h, na sede do Sebrae em Macapá, no Salão de Eventos Macapá.

Serviço:
Sebrae no Amapá
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap

Facebook: /sebraeap
Share: